CONHEÇA OS VENCEDORES DO FESTIVAL EDÉSIO SANTOS QUE FOI GRAVADO E SERÁ LANÇADO EM CD MUITO EM BREVE

Foram conhecidos na noite deste sábado, dia 02, os vencedores do Festival Edésio Santos da Canção que em sua vigésima edição homenageou os 80 anos do poeta e compositor juazeirense Luiz Galvão. Acompanhado de familiares Galvão prestigiou a última noite do festival e recebeu o carinho dos artistas e do público juazeirense.

O Festival é realização pela prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes. Após a apresentação das doze canções finalistas o júri definiu como primeira colocada a canção “Brasil dos invisíveis”, de Zebeto Corrêa e Martin César, interpretada por Fabiana Santiago, que levou o Troféu Luiz Galvão – 80 Anos de Poesia e Música.

“Cada Um”, de Manuca Almeida e Alexandre Leão, interpretada por Andressa Souza, ficou com o segundo lugar e também como melhor intérprete arrebatando os troféus Moanilton Mesquita Lopes e Troféu Toinho de Zé Maguin.

O terceiro lugar foi para “Quintal” de Moesio Belfort, Carlos Hiury e Eneida Trindade que levou o troféu Sargento Bispo.

A melhor música local “Perfume do Passado” de João Gilberto/ Mariano Carvalho ficou com o troféu Troféu Antônio Carlos (Tatau).

O júri popular escolheu João Fatel que defendeu a canção “Juazeiranidade” e ficou com o troféu Hilton Bolão.

A premiação de R$10 mil ficou com o vencedor, R$ 8 mil ao segundo e R$6 mil ao terceiro lugar. Melhor intérprete levou R$ 3 mil, melhor música local ficou com R$ 4 mil e a escolha do Júri Popular levou R$ 1 mil.

O juazeirense João Sereno e o petrolinense Maviael Melo, encerraram o festival que ainda contou com apresentação do parceiro de Manuca Almeida, Alexandre Leão que fez homenagem ao poeta recém-falecido.

O Festival Edésio Santos da Canção foi gravado ao vivo. Uma unidade móvel digital de 24 canais foi instalada e breve a Seculte promoverá o lançamento do CD.

Da redação Foto Whatsapp
Facebook Comments