Casa Nova: Nas séries iniciais IDEB supera meta

Casa Nova: Nas séries iniciais IDEB supera meta

A Secretária de Educação de Casa Nova, Rosicler Lustoza, comemorou nesta segunda-feira (03/09) o resultado do IDEB- Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, divulgado neste final de semana pelo INEP, órgão do Ministério da Educação.

“Superar as metas estabelecidas pelo MEC já não acontecia por três avaliações seguidas. Casa Nova, por isso, distanciou-se de municípios como Juazeiro e Petrolina e até mesmo de cidades de porte menor como Sobradinho. Esta retomada da melhoria do ensino nas séries iniciais, que é a base de todo ensino, nos anima, mostra o empenho de nosso quadro de educadores e a correção da política educacional do prefeito Wilker Torres” – analisa a Secretária.

O índice do IDEB observado para 2017, do 4º ao 5º ano foi de 4.2, quando o projetado pelo MEC era de 4.1: “Podemos dizer que é uma volta por cima. Nos anos anteriores, para estas mesmas séries, só tivemos resultado negativos: em 2015, 3.7 quando a meta era 3.8, em 2013, 3.4 quando a meta era 3.5 e agora, com um ano de administração, pulamos para 4.2. Retomar este crescimento além da meta foi resultado de um grande esforço de todo nosso quadro. Estão de parabéns”.

Para Rosicler manter o foco nas séries iniciais, como é a orientação da administração, “se mostra acertado” e conclui analisando: “Ainda há muito que fazer para recuperar todo o tempo perdido, mas estes alunos chegarão às séries seguintes mais preparados e melhor capacitados. Vamos perseguir a cada ano melhores resultados”.

Ressaltando que a melhoria dos resultados se deu pela realização de avaliações internas; elogiando o trabalho e a dedicação da Coordenadora Suzana Márcia Souza dos Santos e da sua equipe; com a ação do PNAIC, “coordenado de forma excelente por Elissandra Ribeiro de Amorim”; a Secretária diz que “educação é um processo contínuo e estes resultados são desafios que estamos enfrentando e vamos superá-los”.

O que é o IDEB

O IDEB é o principal indicador da qualidade da educação básica no Brasil. Para fazer essa medição, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) utiliza uma escala que vai de 0 a 10. A meta para o Brasil é alcançar a média 6.0 até 2021, patamar educacional correspondente ao de países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Suécia.

Criado pelo Instituto Nacional de Pesquisa Educacional Anísio Teixeira (Inep) em 2007, o Ideb sintetiza em um único indicador dois conceitos importantes para aferir a qualidade do ensino no país: Fluxo: representa a taxa de aprovação dos alunos; e Aprendizado: corresponde ao resultado dos estudantes no Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), aferido tanto pela Prova Brasil, avaliação censitária do ensino público, e a Aneb, avaliação amostral do Saeb, que inclui também a rede privada.

 

Facebook Comments