Prefeito Wilson Cota participou de o encontro na tarde desta terça-feira, em Brasília, com novo Ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira.

O prefeito de Casa Nova norte da Bahia Wilson Cota (PMDB) participou de encontro na tarde desta terça-feira com o novo Ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, envolvendo outros prefeitos das cidades de Uauá, Sobradinho, Pilão Arcado, deputado Lucio Vieira Lima e outras autoridades.

No encontro foram discutidos os assuntos relevantes as Ações de convivência com seca para Região Norte, Sistemas de abastecimento de água potável no interior, construção de barragens, barreiros, poços artesianos e cisternas, construções de canais de aproximação nas margens do Rio São Francisco, Informações do projeto da transposição no eixo sul, Expansão, recuperação e melhoramento de vias intermunicipais e estradas regionais de Sobradinho-Xique, Xique via Sento Sé, Pilar a Uauá, Remanso a Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, entre outros assuntos.

“Foi muito produtiva a visita ao novo Ministro que nos recebeu muito bem, me senti muito a vontade e tive a oportunidade de relatar ao novo ministro que possa ajudar nosso município com Projetos de Melhorias e convivência com a seca entre outras dificuldades encontradas”, afirmou o prefeito.

 

Ascom

wilson e berti

Um comentário:

  1. SOU DE SÃO PAULO E JA FUI A CASA NOVA ALGUMAS VEZES, A CIDADE É MUITO BONITA E O POVO MUITO ACOLHEDOR, O QUE FALTA PRA CASA NOVA É UMA POLITICA RESPONSAVEL QUE POSSA VALORIZAR E RESPEITAR O CIDADÃO CASANOVENSE, CASA NOVA TEM TUDO PRA CRESCER E SER TORNAR UMA CIDADE MODELO PARA O NORDESTE, POLITICOS POR FAVOR PAREM DE ROUBAR O POVO DE CASA NOVA E DE MAIS INVESTIMENTOS PRA CIDADE.....
    BJUS PRO POVO DO TANQUINHO

    ResponderExcluir

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.