EXECUÇÃO DE BOATO RIBEIRINHO NA NOVELA VELHO CHICO EMOCIONOU RIBEIRINHOS E COMPOSITORES

Quem assistiu a novela global “Velho Chico”, na noite desta segunda-feira (13), se emocionou. A interpretação de Christiane Torloni, com acompanhamento do sanfoneiro Chambinho, ouviu um verdadeiro grito de socorro do Rio São Francisco.

A poesia do Juazeirense Wilson Duarte, que tem parceria musical de Nilton Freitas e Wilson Freitas, mexeu com a emoção dos ribeirinhos.

A canção, cantada e declamada rio afora a mais de 20 anos, é um verdadeiro grito de alerta contra os crimes ambientais cometidos ao longo dos anos. “Corre um boato na beira do rio, que o Velho Chico pode morrer, virar riacho e correr, pro nada, viajando por temporada, quando a chuva do meu deus dará chegar...

Além da interpretação de Nilton Freitas, um dos autores, Boato Ribeirinho também ganhou vida nas vozes de Targino Gondim e Elba Ramalho, Julia Ribas, Endira Freitas, Alexandre Aguiar, dentre outros.

Wiilson Duarte, um dos autores, ficou surpreso com a repercussão imediata após a execução. “Eu não sabia que Boato Ribeirinho estaria na novela. Fui surpreendido com vários amigos ligando, corri pra TV e me emocionei. Fico feliz de saber que a nossa mensagem em defesa do São Francisco foi ouvida no país inteiro, dessa forma”, disse.

Para Nilton Freitas, a emoção não foi diferente: “Estava por coincidência com meu irmão e parceiro em casa quando fomos avisados da execução da musica. Deu tempo de ver. Foi lindo demais“, confessou.

Segue link do vídeo da música na novela.

https://globoplay.globo.com/v/5091668/

 

boato-ribeirinho (1)

 

 

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.