Mãe faz apelo e pede a colaboração para fazer um procedimento cirúrgico no filho de um mês que teve o braç o quebrado durante o parto

Juazeiro: mãe faz apelo e pede a colaboração para fazer um procedimento cirúrgico no filho de um mês que teve o braço quebrado durante o parto

A casanovense Edilene da Silva Oliveira (26), moradora de Santana do Sobrado, interior de Casa Nova, vive momentos de angústia.

Seu dilema começou em Juazeiro quando deu entrada na maternidade para ter seu filho no dia 14 de dezembro de 2018.

De acordo com relatos da mãe à imprensa, ela foi enviada pelo médico Stenio Galvão do Dom Malan para a Maternidade de Juazeiro com uma orientação. “Dr. Stenio Galvão falou que meu parto era cesário, porque o bebê era grande e pesava mais de 4 quilos”, contou.

No entanto, segundo Edilene o plantonista da Maternidade de Juazeiro não considerou a orientação e fez o parto normal, “ou melhor, forçado e ele quebrou o braço esquerdo e a costela do meu filho, além de romper nervos do braço direito em uma lesão gravíssima”.

Diante do quadro clinico da criança, que precisa de uma cirurgia em caráter de urgência, os pais que não tem condições de pagar o procedimento, estão em campanha pedindo a colaboração da população. “A cirurgia não é feita aqui na região e pelo SUS demora muito. Precisamos levar Adriel Derek com urgência para uma capital, mas não temos condições financeiras. Se alguém puder ajudar nossa conta Poupança é 0812 013 00098336-1 (Dyego Pinheiro Costa Souza)”, pediu confiante que seu pequeno terá a saúde restabelecida.

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.