Mulher é presa após matar ex-marido a facadas ao tentar separar briga de família na Bahia


Mulher é presa após matar ex-marido a facadas ao tentar separar briga de família na Bahia





Caso ocorreu em Belmonte, na madruga desta quinta-feira (28) | Foto: Reprodução / Redes Sociais




Caso ocorreu em Belmonte, na madruga desta quinta-feira (28) | Foto: Reprodução / Redes Sociais





Uma mulher foi presa após confessar que matou o ex-marido a facadas dentro da casa dela, na cidade de Belmonte, no sul da Bahia, na madrugada desta quinta-feira (28).





O filho do casal recém-nascido ficou ferido na ação. A suspeita afirmou à polícia que matou o ex-marido sem querer ao tentar separar uma briga de família. De acordo com a polícia, o caso ocorreu na Rua Almirante Tamandaré, quando Ivo Conceição Bandera foi até a casa da suspeita para discutir com a filha mais velha dela. Não há informações sobre a causa da briga.





Ainda segundo a polícia, a mulher utilizou uma faca para tentar separar a briga, quando Ivo se aproximou dela e foi atingido. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo dele foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Eunápolis, na mesma região. Não há informações sobre o enterro da vítima. O filho do casal, que estava com a suspeita durante a briga, também foi atingido pela faca e foi levado para o Hospital Doutor José da Costa Pinto Dantas, na cidade, com ferimentos leves.





Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele. A Polícia Militar (PM) foi até o local e encaminhou a mulher para a delegacia da cidade, onde permanece presa. Na ocasião, ela disse que não teve a intenção de matar o ex-marido e que utilizou a faca só para assustar. O casal não morava mais junto há, pelo menos, quatro meses.





G1 BA


Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.