Prefeito de Casa Nova discute detalhes para abertura da Policlínica Regional


Prefeito de Casa Nova discute detalhes para abertura da Policlínica Regional





O prefeito de Casa Nova e vice-presidente do Constesf, Wilker Torres, se reuniu, nessa quarta-feira, dia 20, para discutir o funcionamento da Policlínica Regional com outros nove gestores municipais que integram o Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf). O equipamento, que está sendo construído em Juazeiro, deve ser entregue à população em maio deste ano, pelo Governo do Estado.





De acordo com Torres, poderão utilizar os serviços da unidade os moradores da dez cidades que fazem parte do consórcio: Casa Nova, Sobradinho, Juazeiro, Remanso, Uauá, Sento-Sé, Curaçá, Pilão Arcado, Campo Alegre de Lourdes e Canudos. “Será um importante equipamento, de uso compartilhado entre os municípios, que, com certeza, vai ajudar a desafogar os serviços de saúde em todas as cidades conveniadas”, afirmou o prefeito de Casa Nova.





As Policlínica Regional são Unidades Especializadas de Apoio Diagnóstico, com serviços de consultas clínicas com médicos de especialidades diferentes (definidas com base no perfil epidemiológico da população da região), realização de exames gráficos e de imagem com fins diagnósticos e oferta de pequenos procedimentos, como vasectomia.





A unidade de Juazeiro terá 2.848,32m² de área construída com 12 consultórios e equipamentos de ponta. Oferecem um maior bem-estar aos pacientes do SUS, que não precisam mais se deslocar longas distâncias ou aguardar muito tempo para atendimento, por meio de uma equipe multiprofissional qualificada e preparada para atender as demandas da região. 






Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.