Morre Rafael Henzel, sobrevivente de acidente aéreo da Chapecoense


MORRE RAFAEL HENZEL, SOBREVIVENTEIwi Onodera/UOL



Rafael Henzel, sobrevivente do acidente com o avião da Chapecoense Imagem: Iwi Onodera/UOL



O jornalista Rafael Henzel, sobrevivente do acidente aéreo da Chapecoense, morreu hoje, aos 45 anos, após sofrer um infarto enquanto jogava futebol. Ele foi levado de helicóptero ao Hospital Regional de Chapecó, mas não resistiu. A informação foi confirmada ao UOL Esporte pelo primo dele.

O narrador costumava jogar uma pelada às terças-feiras. Na partida de hoje, se sentiu mal e precisou ser socorrido. Hoje mais cedo, apresentou normalmente seu programa na Rádio Oeste Capital FM.

Henzel foi um dos seis sobreviventes do voo LaMia 2933. O avião, que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, caiu no dia 28 de novembro de 2016 próximo ao aeroporto na cidade de Rionegro e matou 71 pessoas.

Em junho de 2017, o jornalista publicou o livro “Viva Como se Estivesse de Partida” e mais tarde começou a dar palestras motivacionais.

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.