Rui discute parcerias entre Bahia e Alemanha com ministro alemão

Rui discute parcerias entre Bahia e Alemanha com ministro alemão

O governador Rui Costa se reuniu com o ministro das Relações Externas da Alemanha, Heiko Maas, nesta segunda-feira (29), para tratar de potencialidades de negócios e acordos de cooperação entre o país europeu e a Bahia. O encontro foi realizado no Hotel Convento do Carmo, no bairro do Santo Antônio, em Salvador. 

"O objetivo [da reunião] foi aumentar a integração da Bahia e do Nordeste com a Alemanha. Queremos aumentar a integração com o mercado internacional, seja do ponto de vista da democracia, das relações humanas, como também de investimentos. Nós temos muitas oportunidades na Bahia e convidamos os alemães para investirem aqui. No mês de setembro, teremos um encontro Brasil-Alemanha, no Rio Grande do Norte, e nós reafirmamos a nossa presença e o nosso apoio", afirmou Rui. 

O governador acrescentou que terá uma agenda extensa, a partir da próxima semana, em busca de investimentos internacionais. "No dia 5, eu embarco para os Estados Unidos. Em seguida, no dia 11, estarei na Alemanha. Depois, vou para a China". 

Também participaram do encontro o vice-governador João Leão, os secretários da Casa Civil e do Planejamento do Estado, Bruno Dauster e Walter Pinheiro, respectivamente, e o senador Jaques Wagner. Segundo Pinheiro, nos próximos dias 15 e 16, uma missão do Governo do Estado vai apresentar as oportunidades da Bahia nas áreas de energia solar e eólica para empresários alemães. 

"O governador selou muito bem aqui as condições para a gente fazer também outra discussão importante, talvez uma parceria do Consórcio do Nordeste com o Governo da Alemanha em várias áreas, a exemplo de cooperação técnica na área de economia, e até um debate que envolve temas importantes, como as novas práticas de combate ao feminicídio e à violência contra a mulher", disse o secretário do Planejamento. 

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.