Barreiras: Ação apreende 420 mil cigarros contrabandeados do Paraguai

Uma carga de 420 mil cigarros contrabandeados foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA) em um trecho da BR-242 de Barreiras, no extremo oeste baiano. O carregamento é avaliado em R$ 2 milhões. Com essa apreensão, o número apreendido do produto na Bahia já chega a 1,5 milhão de maços, R$ 7 milhões, e já supera o total capturado em 2018, que foi de 1.150.000 cigarros.

O flagrante ocorreu durante abordagem a uma carreta na altura do km 788 da rodovia quando policiais abordaram um caminhão com placas do Mato Grosso do Sul. Ao vistoriar o semi-reboque, os agentes encontraram centenas de caixas com pacotes de cigarros paraguaios. Questionado pelos PRFs, o condutor, de 31 anos, disse que foi contratado no estado de São Paulo para levar a carga de Luís Eduardo Magalhães até Ibotirama, no oeste baiano.

O homem disse ainda que receberia R$ 3 mil pelo transporte. O motorista foi preso em flagrante e encaminhado a uma delegacia de Barreiras. Já o veículo e a carga ficaram retidos no pátio da PRF à disposição das autoridades. O fato ocorreu na última sexta-feira (17).

A PRF-BA informou que uma lei sancionada recentemente [Lei 13.804] pune com mais rigor motoristas que use veículos para a prática de crimes como receptação, descaminho e contrabando. Caso a pessoa seja condenada com base nesta lei, ela terá o documento de habilitação cassado ou será proibido de obter a habilitação para dirigir veículo automotor pelo prazo de cinco anos. Fonte BN

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.