Casa Nova: Caminhada alerta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Casa Nova: Caminhada alerta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes
Com uma participação muito além da prevista e o envolvimento de todas as escolas da cidade, promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do CREAS, CRAS, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselho Municipal de Assistência Social, aconteceu na manhã desta sexta-feira (17/05), a caminhada em Combate ao Abuso Exploração sexual de Crianças Adolescentes.
Escolas na rua, com alunos, pais, professores, gestores e funcionários; palavras de ordem alertando para o abuso e a exploração, a caminhada deste ano de 2019, que começou às 7:30 na sede do Conselho Tutelar, percorreu as ruas e avenidas e terminou com uma grande concentração na Quadra Poli Esportiva Alano Viana de Araújo.
Apresentações, performances, depoimentos e palestras, além da mensagem da Secretária de Ação Social, Maria da Silva Dias (Vereadora licenciada Maria Regina), conclamando os jovens, pais e professores a denunciar todo e qualquer tipo de abuso ou exploração praticado contra crianças e adolescentes.
A Secretária de Educação, Rosicler Lustoza, enfatizou a necessidade de não se calar diante do abuso ou da exploração: “Calar é consentir” – disse.
Cosme Coelho, Articulador Municipal do Selo UNICEF, lembra que “só teremos uma sociedade justa quando houver respeito às crianças e adolescentes. Quando não houver exploração de qualquer tipo e nenhum abuso. Trabalhamos para isso”.
Participaram da Caminhada secretários, a PM, Ministério Público e a comunidade. ASCOM PMCN 





Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.