Casa Nova: III Fórum discute execução de políticas públicas de incentivo ao turismo

Casa Nova: III Fórum discute execução de políticas públicas de incentivo ao turismo
O III Fórum de Turismo realizado na tarde desta segunda-feira (06/05) na Câmara de Vereadores de Casa Nova reuniu representantes de diversos segmentos da sociedade interessados no desenvolvimento do turismo local.
Mazola (Marismario Hipólito da Fonseca), presidente do COMTUR-Conselho Municipal do Turismo destacou as possibilidades e potencialidades de Casa Nova e o Secretário de Turismo e Cultura, ao abrir o III Fórum falou da importância de valorizar o turismo.
Entre as propostas aprovadas no II Fórum foi enfatizada a necessidade de iluminação das Dunas do Velho Chico, o principal e mais visitado ponto turístico de Casa Nova.
Participaram do III Fórum Marismário Hipólito da Fonseca, presidente do COMTUR-Conselho Municipal do Turismo; o Vereador Paulo Sérgio, representando o Poder Legislativo, a Diretora do SAAE-Sistema Autônomo de Água e Esgoto, Dagmar Nogueira; a representante  da Associação dos Comerciantes do Município, Elizangela Pereira, destacando a importância econômica do turismo para a cidade; Luciano Lima Correia Leite,  Presidente da Câmara de Turismo do Vale São Francisco / Região Norte, falando da importância da regionalização do turismo; o Presidente Conselho de Turismo do Vale do São Francisco, Jomar Benvindo; autoridades municipais e a Secretária de Educação, Rosicler Lustoza, representando o prefeito Wilker Torres.
Estiveram presentes secretários, comerciantes, agentes de turismo regionais e a comunidade interessada. O III Fórum escolheu a representante da Cidade de Casa Nova–BA junto a Câmara de Turismo como titular Helena Souza Silva e suplente José Luiz de Jesus Sena.   ASCOM PMCN


Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.