Abaré: PM queima 1,5 tonelada de maconha; fazenda tinha 3,2 mil pés de droga

Uma ação destruiu uma plantação de 3,2 mil pés de maconha [1,5 tonelada] em Abaré, na divisa com Pernambuco, neste domingo (5). Policiais militares da Cipe Caatinga receberam uma denúncia anônima sobre a plantação da droga. Para chegar à propriedade, conhecida como Riacho do Camengó, os policiais tiveram que andar 5 km.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), três homens que vigiavam a plantação conseguiram escapar e continuam sendo procurados nesta segunda-feira (6). Nas 900 covas os pés de maconha variavam entre 1,50 cm e 1,90cm de altura. Após reconhecimento, a plantação foi arrancada e queimada. Cerca de 1 kg da droga, já colhida, também foi achada e apreendida.

Após a queima, um pé de maconha de quase 1 kg foi apresentado na Delegacia Territorial de Abaré.   forte BN

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.