JUAZEIRO SEDIARÁ 5ª CONFERÊNCIA TERRITORIAL DO IDOSO

Juazeiro sediará nesta sexta-feira (10), das 7h30 às 17h,no IFBA, a 5ª Conferência Territorial dos Direitos da Pessoa Idosa. Com o tema ‘Os desafios de envelhecer no século XXI e o papel das políticas públicas’, o evento contará com a participação, além de Juazeiro, dos municípios de Curaçá, Uauá, Sento Sé, Casa Nova, Canudos e Sobradinho.
A conferência é convocada por uma comissão constituída por representantes do Poder Público, representantes da Sociedade Civil Organizada e membros dos Conselhos Municipais dos Direitos da Pessoa Idosa e conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES).
A conferência tem como objetivo unir representações dos municípios e acontece diante dos desafios do crescente envelhecimento da população brasileira. Além de avaliar a efetividade das ações em execução, o evento também vai discutir e propor medidas que garantam: os Direitos Fundamentais da Pessoa Idosa; políticas públicas promovidas pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios e medidas para o fortalecimento dos Conselhos de Direitos da Pessoa Idosa para efetivação dos Direitos Fundamentais, das Políticas Públicas e do seu controle social.
O tema da Conferência será abordado em sessão inicial de trabalhos, em forma de palestra magna, proferida pela médica geriatra Isabel Ani dos Santos. Posteriormente, os participantes serão divididos em 4 eixos onde serão abordados assuntos como educação, direitos fundamentais na construção das políticas públicas, enfrentamento da violência dos direitos humanos da pessoas idosa e os conselhos de direitos. Ao final do evento, que é aberto ao público, serão escolhidos dez delegados para Conferência Estadual que acontece em julho em Salvador.
Fabiana Diniz/SEDES

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.