Ex-ator mirim do SBT é assassinado ao lado da família pelo pai da namorada


Ex-ator mirim do SBT é assassinado ao lado da família pelo pai da namorada



O ator Rafael Miguel de 22 anos foi assassinado na tarde deste domingo (9) pelo pai de sua namorada, a jovem Isabela Tibcherani, de 18 anos. O artista ficou conhecido por estrelar um comercial em que pedia brócolis para a mãe em um mercado. Depois, interpretou o Paçoca no remake da novela "Chiquititas", do SBT (2013 - 2015).



De acordo com o jornalista Luiz Bacci, da Record TV, Rafael, seu pai, João Alcisio Miguel, 52, e sua mãe, Miriam Selma Miguel, 50, foram alvejados por Paulo Cupertino Matias. Em nota, a assessoria da Segurança Pública de São Paulo comunicou que o caso está sendo investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) e "as equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime".



Em seu perfil, a namorada do ator fez uma postagem breve, escrevendo apenas "Estou bem, dentro do possível". Os dois estavam juntos há pouco mais de um ano. A apresentadora Maisa Silva também se pronunciou:



"Bizarro saber que uma crueldade dessas aconteceu, ainda mais com uma pessoa que eu conhecia. Mais vidas foram interrompidas pelas mãos de um homem. Rafael & família, descansem em paz. Que Deus conforte todos os corações. Que a justiça seja feita. Chega de assassinato", escreveu.



Ainda segundo Bacci, Isabela era obrigada a ficar trancada em casa e a não se relacionar com outras pessoas. Neste domingo, após se sentir mal, ela recebeu a visita do namorado e dos sogros. Segundo testemunhas, Paulo não gostou e atirou nos três.

Nenhum comentário:

Regras do site
Não serão aceitos comentários que:
1. Excedam 500 caracteres com espaço;
2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
4. Não tenham relação com a nota publicada pelo site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Tecnologia do Blogger.